Crianças são intoxicadas por leite adulterado em Hong Kong

Apesar de Hong Kong ter sido devolvida à China em 1997, região ainda funciona como um território estrangeiro

EFE, PEQUIM

26 de setembro de 2008 | 10h43

Pelo menos cinco crianças da ex-colônia britânica de Hong Kong ficaram doentes até o momento por ingerir leite adulterado, informa hoje a imprensa local. O último caso registrado é o de um menino de 10 anos hospitalizado com cálculos renais após ingerir o leite adulterado e que se encontra em estado estável, informou o Centro de Proteção da Saúde da região administrativa especial chinesa. Apesar de Hong Kong ter sido devolvida à China em 1997, a região ainda funciona como um território estrangeiro em relação a fronteiras, e seu nível sanitário é o de um país desenvolvido. O primeiro caso na região foi confirmado em 20 de setembro, enquanto na vizinha região administrativa especial de Macau foi confirmado um caso de criança doente por ingerir leite contaminado. A ingestão de leite contaminado atingiu na China até o momento mais de 50.000 crianças, com quatro bebês mortos, e disparou mais uma vez o alarme no país pela precária segurança de sua indústria alimentícia.

Tudo o que sabemos sobre:
leite adulterado

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.