Crimes de ódio aumentam em Los Angeles

Crimes de ódio cometidos em Los Angeles contra muçulmanos e pessoas provenientes do Oriente Médio aumentaram nos três meses posteriores aos ataques terroristas de 11 de setembro, informou hoje a Comissão de Relações Humanas do condado. Segundo o diretor-executivo da comissão, Robin Toma, de 11 de setembro até hoje, Los Angeles registrou 92 crimes de ódio, comparados com os 12 ocorridos em todo o ano passado.As cifras foram baseadas em ocorrências de crimes de ódio submetidas aos departamentos de polícia locais, ao Departamento do Xerife do condado e a organizações de direitos humanos. A maioria dos crimes envolve ameaças e vandalismo. De acordo com Toma, no passado, os judeus eram os principais alvos de tais crimes.Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.