Criminosos assassinam sete membros da Defesa Civil da Síria

Mortes ocorreram na província de Idleb, no norte do país

O Estado de S.Paulo

12 Agosto 2017 | 04h07

CAIRO – Pelo menos sete funcionários da Defesa Civil Síria foram assassinados por criminosos neste sábado, 12, em Sarmin, na província de Idleb, localizada no norte do país.

Os assassinos atacaram a sede da Defesa Civil, dispararam na cabeça dos presentes, roubaram seus equipamentos e fugiram, segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos. 

Os “capacetes brancos”, como são conhecidos os funcionários da Defesa Civil, afirmaram nas redes sociais que o ataque foi “o mais mortífero” já sofrido. Afirmaram, ainda, que não foi cometido “pelo regime, mas por um grupo criminoso”.

A Defesa Civil presta serviços de resgate em áreas fora de controle das autoridades síria, por isso está presente Idleb, província que está nas mãos de grupos armados rebeldes islâmicos. / EFE

Mais conteúdo sobre:
Síria [Ásia]

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.