Crise econômica gera protestos na Turquia

A polícia turca usou carros blindados para interromper protestos de pequenos empresários que exigiam a renúncia do governo, por causa de uma crise cambial e da alta da inflação do país. Sábado foi o quarto dia consecutivo de protestos realizados por empresários, comerciantes e motoristas de caminhão em diversas cidades do país. Populares batiam palmas e sopravam apitos em apoio aos manifestantes.A moeda Turca, a lira, desvalorizou-se mais de 40% em relação ao dólar, desde o início de uma crise de confiança no governo, m fevereiro. Milhares de empresas foram à falência e centenas de milhares de pessoas foram demitidas, enquanto investidores internacionais deixavam o país.?Renúncia!?, gritavam manifestantes na cidade de Corum, exigindo a renúncia do gabinete do primeiro-ministro Bulent Ecevit. Na sexta-feira, Ecevit garantiu que ficaria no governo e pediu paciência à população. Representantes do FMI e do Banco Mundial são esperados no país para ajudar a elaborar um novo plano econômico.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.