Albert Gea/Reuters
Albert Gea/Reuters

Crise entre Coreias 'já foi longe demais', afirma secretário-geral da ONU

Ban Ki-moon lança apelo contra escalada na tensão

Reuters,

02 de abril de 2013 | 14h23

NAÇÕES UNIDAS - O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, exortou hoje o regime norte-coreano a parar com as ameaças e evitar a escalada de tensão entre as duas Coreias. "Essa crise já foi longe demais", afirmou Ban, momentos após o a ditadura de Kim Jong-un ter anunciado que voltará a colocar em funcionamento todos os reatores do país, incluindo o de Yongbyon - a principal fonte de plutônio ao programa nuclear de Pyongyang, que estava parado desde 2007.

"As coisas devem se acalmar, não há razão para a Coreia do Norte estar em rota de colisão com a comunidade internacional", disse Ban, em visita a Andorra. "Ameaças nucleares não são um jogo."

Ainda de acordo com o secretário-geral da ONU, a "retórica agressiva e a postura militar" do regime norte-coreano "apenas ampliam o medo e a instabilidade".

A tensão na Península Coreana cresceu desde que Pyongyang fez seu terceiro teste nuclear, em fevereiro, levando o Conselho de Segurança das Nações Unidas a impor mais uma rodada de sanções contra o regime. Nas últimas semanas, a ditadura de Kim Jong-un cortou comunicações com o Sul, colocou seus mísseis apontados a alvos americanos e sul-coreanos em alerta e afirmou que a região estava "em estado de guerra". Do outro lado, americanos e sul-coreanos intensificaram exercícios militares, enquanto garantem que responderão a qualquer agressão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.