Crise na Crimeia não é culpa da Rússia, diz Lavrov

O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergey Lavrov, disse nesta sexta-feira que a crise na Crimeia não é culpa da Rússia e que o país irá respeitar o resultado do referendo marcado para domingo, que decidirá se a região autônoma passa a fazer parte da Rússia ou se permanece no território ucraniano. O ministro apontou ainda que a Rússia tem o direito legal de anexar a Crimeia.

AE, Agência Estado

14 de março de 2014 | 13h30

Lavrov falou à imprensa após se encontrar com o secretário de Estado dos EUA, John Kerry, para discutir a situação na Ucrânia, em Londres. Lavrov argumentou que uma intervenção internacional não é necessária para resolver as relações entre Rússia e Ucrânia.

Segundo ele, as sanções em discussão no Ocidente contra a Rússia são contraprodutivas e afetarão negativamente as empresas ocidentais. O ministro disse ainda que a Ucrânia se recusa a formar relações por meio de negociações com ex-Estados soviéticos e expressou preocupações com a segurança dos russos étnicos que vivem na Crimeia. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
UcrâniaRússiaCrimeiaEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.