Crise na Síria faz líder do Hamas deixar o país

Khaled Meshal, líder máximo do Hamas, abandonou de vez a Síria, segundo disseram ao New York Times fontes palestinas da Faixa de Gaza. O grupo islâmico palestino, cuja cúpula viveu por anos protegida pelo regime de Bashar Assad, apoiou abertamente os levantes no Egito e Síria. Quando os protestos chegaram à Síria, o Hamas ficou em situação embaraçosa. O grupo não esclareceu, porém, se fechará seu escritório em Damasco. Amanhã, Meshal deve chegar na Jordânia. Há rumores de que ele passará a viver em Amã.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.