Cristãos celebram o domingo de Páscoa pelo mundo

No Vaticano, o papa Francisco rezou pela paz na Ucrânia e na Síria

O Estado de S. Paulo,

18 de abril de 2014 | 11h31

As comemorações no feriado de Páscoa continuam neste domingo, 20. No Vaticano, o papa Francisco rezou pela paz na Ucrânia e na Síria e pediu pelo fim dos ataques terroristas contra cristãos na Nigéria.

 

Ao mesmo tempo, cristãos ortodoxos na Ucrânia saíram de suas casas à espera da missa de domingo. Na Alemanha, cristãos se reuniram pedindo paz, sobre a bandeira "Um outro mundo é possível - a paz vem com a justiça e tolerância - nunca com a guerra".

 

Cristãos em todo o mundo relembraram na última sexta-feira, 18, a Via-Sacra de Jesus Cristo. Em Jerusalém, fiéis de países como Espanha, Colômbia, Rússia e Filipinas ocupam as principais ruas da cidade, que estão fechadas pela polícia e pelo exército de Israel desde o início do dia.

Nas Filipinas, maior nação católica da Ásia, devotos do norte do país se pregaram em cruzes de madeira para encenar a crucificação de Cristo. Eles acreditam que a dor extrema seja necessária para pagar os pecados, obter cura milagrosa para doenças ou agradecer a Deus. O ritual, que atraiu milhares de espectadores, mistura fé cristã e crença popular e é criticado por líderes da Igreja Católica e autoridades de saúde.

Na Venezuela, estudantes aproveitaram a Sexta-Feira Santa para protestar contra o governo de Nicolás Maduro. Descalços, encenaram a via-sacra de Cristo e promoveram a queima de imagens do presidente venezuelano. As manifestações com temática religiosa são as táticas mais recentes na pior onda de protestos contra o governo que o país enfrentou em uma década e que deixou 41 mortos./AP, EFE E REUTERS

 

(Texto atualizado no dia 20 de abril, às 12h40)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.