Jorge Adorno / Reuters
Jorge Adorno / Reuters

Cristina e Mujica parabenizam Cartes e chamam Paraguai de volta ao Mercosul

Presidentes da Argentina e do Uruguai reconhecem vitória do Partido Colorado na eleição

O Estado de S. Paulo,

22 de abril de 2013 | 09h48

Os presidentes da Argentina, Cristina Kirchner, e do Uruguai, José Mujica, felicitaram na madrugada desta segunda-feira, 22, o presidente eleito do Paraguai, Horacio Cartes, por sua vitória nas eleições de domingo. Os dois líderes convidaram o país a retornar ao Mercosul, do qual Assunção está suspensa desde junho do ano passado, em razão da destituição do presidente Fernando Lugo.

Por meio de sua conta no Twitter, Cristina disse ter conversado com Cartes após sua vitória, na noite de ontem. "Estenda meus cumprimentos ao povo paraguaio por uma exemplar jornada cívica. E o mais importante: te esperamos no Mercosul", escreveu Cristina.

Mais cedo, Mujica também telefonou para o presidente eleito. "Para o Uruguai é muito importante que essas eleições tenham sido organizadas com normalidade e o país irmão viva a democracia com plenitude", disse Mujica, segundo seu gabinete. O líder uruguaio convidou Cartes para ir a Montevidéu para a próxima cúpula do Mercosul, marcada para junho. A suspensão do Paraguai do bloco deve ser revogada em agosto, quando o novo presidente toma posse.

Com 56% das urnas apuradas, Cartes tinha 46% dos votos. "Mostramos ao Paraguai e a o mundo do que somos capazes", disse o candidato do Partido Colorado – de volta ao controle do país que dominou por 61 anos. "Ganhou a República do Paraguai. Todos ganhamos!"

Seu rival Efraín Alegre, do Partido Liberal, com 37%, reconheceu a derrota na noite de ontem. "O povo paraguaio falou e nós respeitamos", disse Alegre. "Não desanimem."/ EFE, COM ROBERTO SIMON, ENVIADO ESPECIAL A ASSUNÇÃO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.