Leo La Valle/Efe
Leo La Valle/Efe

Cristina Kirchner declara patrimônio de US$ 8,6 milhões

Maior parte do patrimônio da presidente está aplicada em imóveis na Patagônia e em Buenos Aires

Agência Estado

07 de agosto de 2012 | 18h35

BUENOS AIRES - O patrimônio da presidente da Argentina, Cristina Kirchner, voltou a ser manchete dos jornais locais. A última declaração de renda dela, apresentada na sexta-feira passada e divulgada na segunda-feira pela imprensa, mostra que Cristina recebeu uma herança de 31,6 milhões de pesos (US$ 6,8 milhões) e seu patrimônio total é de 39,6 milhões de pesos (US$ 8,6 milhões).

Veja também:

link 'Com culto à imagem, presidente busca recriar liturgia peronista'

link Cristina Kirchner usa e abusa da rede nacional de TV

Embora ela não tenha declarado, outros 50% dos bens do marido foram distribuídos em partes iguais aos filhos Máximo e Florencia. Em maio de 2003, quando Néstor Kirchner assumiu a Presidência, o casal declarou um patrimônio de 6,8 milhões de pesos (cerca de US$ 2,5 milhões ao câmbio da época).

No ano passado, um ano após a morte do marido, Cristina havia declarado bens no valor de 70,5 milhões de pesos, um crescimento de 27% em relação à declaração do ano anterior. A declaração presidencial esclarece que a aplicação em prazo fixo de US$ 3,2 milhões foi convertida em pesos e está depositada no banco estatal Nación, em uma poupança. O grosso do patrimônio de Cristina está em aplicado em imóveis localizados na Patagônia e em Buenos Aires.

Tudo o que sabemos sobre:
ArgentinaCristina Kirchnerpatrimônio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.