Cristina Kirchner passa 2ª noite no hospital

A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, passou a segunda noite hospitalizada e suspendeu suas atividades nesta terça-feira, depois de ser diagnosticada com uma "febre infecciosa" e inflamação no intestino. Em boletim divulgado ontem, a equipe da Clínica Otamendi, de Buenos Aires, disse que o estado da presidente é estável.

Estadão Conteúdo

04 Novembro 2014 | 14h29

Gastroenterologistas que não são da equipe disseram que aparentemente Cristina, de 61 anos, tem diverticulite no cólon. Segundo o médico Jorge Dávolos, chefe honorário do departamento de gastroenterologia do Hospital Italiano de Buenos Aires, quase metade dos idosos argentinos têm diverticulite. "Damos líquidos e antibióticos aos pacientes; em uma minoria dos casos, é necessário fazer cirurgia. O período de recuperação pode ser de semanas, e não de dias. Mas cada caso é diferente e estou falando sobre essa questão de uma maneira geral, e não do caso da presidente em particular", afirmou Dávolos.

Cristina tinha uma reunião marcada para esta terça-feira com a presidente do Chile, Michelle Bachelet. O chefe de gabinete da presidente, Jorge Capitanich, não deu detalhes. Fonte: Dow Jones Newswires.

Mais conteúdo sobre:
Argentinapresidente

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.