Cristina Kirchner recebe alta hospitalar

A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, recebeu alta hospitalar neste domingo, depois de permanecer sete dias internada devido a uma infecção intestinal. Cristina foi levada à residência presidencial de Olivos, ao norte de Buenos Aires, onde deve ficar dez dias de repousou, de acordo com a unidade médica presidencial.

Estadão Conteúdo

09 de novembro de 2014 | 18h17

No último informe médico, divulgado neste domingo, os médicos Marcelo Ballesteros e Daniel Fernández afirmaram que a líder deve continuar o tratamento antibiótico, uma dieta especial e se manter em repouso por dez dias.

A presidente foi internada na Clínica Otamendi, em Buenos Aires, com um quadro febril e infecciosos e foi detectada a presença de bactérias em seu sangue. Depois, foi confirmado que Cristina estava com uma infecção no cólon.

Durante os sete anos de mandato, a presidente sofreu diversas complicações de saúde, incluindo intervenções cirúrgicas. O recente episódio a obrigou a cancelar a visita que presidente chilena Michelle Bachelet faria a Buenos Aires para comemorar os 30 anos do tratado de paz entre os dois países. Cristina também deve cancelar sua viagem à próxima cúpula do G20, nos dias 15 e 16 de novembro em Brisbane, na Austrália. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
ArgentinaCristina Kirchner

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.