Cristina Kirchner recebe alta médica

Presidente argentina deixa hospital cinco dias após cirurgia para a retirada de um hematoma cerebral

13 de outubro de 2013 | 14h59

BUENOS AIRES - A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, recebeu alta neste domingo após a operação a que foi submetida, na terça-feira, para retirar um hematoma do cérebro, provocado por uma queda dois meses atrás.

"Diante da evolução favorável do pós-operatório da presidente decidimos antecipar a alta hospitalar", informou em um comunicado a Fundação Favaloro, onde Cristina foi internada na terça-feira.

Cristina terá de ficar em repouso por 30 dias. Ela ficará na residência oficial de Olivos, na periferia norte de Buenos Aires. Na sexta-feira, boletim médico indicou que a presidente caminhava dentro do quarto onde estava hospitalizada e seu quadro de saúde vinha evoluindo bem.

 

A presidente recebeu alta a duas semanas de cruciais eleições legislativas, no dia 27, quando será renovada metade da Câmara dos Deputados e um terço do Senado, nas quais o governo terá em jogo sua maioria no Congresso. / EFE

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.