Celso Júnior/AE
Celso Júnior/AE

Cristina Kirchner tem queda de pressão e suspende agenda

É a segunda vez em 2011 que presidente argentina se sente mal por hipotensão arterial

Marina Guimarães - Agência Estado

12 de abril de 2011 | 17h33

BUENOS AIRES - A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, sofreu na tarde desta terça-feira, 12, uma queda de pressão arterial e cancelou sua agenda, informou a Casa Rosada, sede do Executivo. Cristina apresentou um quadro de hipotensão arterial e os médicos recomendaram que ela fique em repouso por 24 horas, informa nota à imprensa assinada pela unidade médica da presidência.

 

Esta é a segunda vez em 2011 que a presidente argentina se sente mal pelo mesmo motivo. Em janeiro,segundo relatório médico, Cristina sofreu uma forte queda da pressão arterial e teve que ficar em repouso na residência oficial de Olivos.

 

O marido dela, o ex-presidente Néstor Kirchner, que morreu de um ataque cardíaco em outubro passado, também sofria problemas de pressão. Mas, ao contrário da esposa, Néstor sofria um agudo quadro de hipertensão.

Tudo o que sabemos sobre:
saúdeArgentinapresidentepressão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.