Criticada, dissidente condena embargo de Washington a Cuba

Diante de acusações de manifestantes, blogueira cubana reafirma no Brasil que repudia 'ingerência' dos EUA

O Estado de S.Paulo

20 de fevereiro de 2013 | 02h02

FEIRA DE SANTANA - Durante entrevista coletiva concedida na manhã de ontem, Yoani Sánchez rebateu uma das principais acusações que os movimentos de esquerda fazem contra ela: declarou categoricamente que é contra o embargo econômico que os EUA impõem contra Cuba há mais de 50 anos. A União da Juventude Socialista (UJS), que tem organizado protestos em repúdio à presença da blogueira no Brasil, afirma que ela não se manifesta contra o bloqueio americano.

A blogueira apresentou três motivos para justificar sua contrariedade à imposição de Washington contra os cubanos.

Primeiramente, Yoani disse ser contra o embargo porque a medida significa uma ingerência de um país em um vizinho estrangeiro. "Só por isso, já não gosto", disse. Em segundo lugar, a blogueira disse que a pressão que os EUA fizeram ao sufocar os cubanos com sanções econômicas não funcionou, apesar de criar uma tensão interna no país.

Por último, a ativista argumentou que o bloqueio serve como desculpa para o regime castrista justificar sua existência e as próprias agruras diante dos cubanos. "Por isso, penso que o embargo tem de terminar já."

Yoani comentou também a afirmação da revista Veja a respeito de uma suposta conspiração envolvendo a Embaixada de Cuba em Brasília e o assessor da Secretaria-Geral da Presidência Ricardo Augusto Poppi Martins, que na segunda-feira admitiu ter recebido um dossiê que desqualifica a blogueira. "Nada disso me surpreende. Quando ainda estava em Cuba, sites oficiais (do governo do país) me diziam que eu receberia uma resposta."

A blogueira afirmou ainda que, no futuro, com a eventual queda do regime castrista, pretende fundar um meio de comunicação em Cuba, afirmando que pretende trabalhar como jornalista em seu país.

Entre outros assuntos, que envolveram até a religiosidade dos cubanos, Yoani falou ainda da opção por começar a publicar seu blog e dos "problemas" que sofre, juntamente com seu marido, o também opositor do regime cubano Reinaldo Escobar e seu filho, Teo, prestes a completar 18 anos. "Eu sabia o que me esperava." / G.R.

Tudo o que sabemos sobre:
yoani sanchezblogueira cubana

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.