Crocodilos ameaçam população afetada por enchentes na Austrália

Inundações foram causadas após a passagem de um ciclone, que são as piores no país desde 1974

Efe,

27 de dezembro de 2010 | 02h14

SIDNEY - As fortes inundações que afetam o leste da Austrália após a passagem do ciclone Tasha deslocaram os crocodilos para áreas urbanas situadas perto do litoral, informa nesta segunda-feira, 27, a emissora de rádio ABC.

Vários destes répteis foram vistos no povoado de Ingham, 2.000 quilômetros ao norte da capital, Sidney, no estado de Queensland.

 

A cidade foi uma das mais prejudicadas pelas enchentes e está isolada desde o Natal.

O prefeito de Ingham, Andrew Lancini, espera que não se repita a tragédia de 1999, quando em uma tempestade similar uma criança de cinco anos desapareceu e provavelmente foi devorada por um crocodilo.

 

Após anos de seca, as intensas chuvas de dezembro arrasaram o sudeste da Austrália, onde milhares de pessoas foram evacuadas e dezenas permaneceram semanas incomunicáveis.

 

Os serviços de resgate percorrem a região em navios para recolher os ocupantes de automóveis que ficaram presos no lodo e proteger com sacos de areia casas e negócios.

 

São as piores inundações desde 1974, quando uma série de tempestades fez transbordar os rios e dezenas de moradores morreram na região de Queanbeyan.

 

Os especialistas acreditam que estas tempestades são causadas pelo fenômeno "La Niña", que esfria as correntes marinhas do Oceano Pacífico e aumenta a intensidade das chuvas.

Tudo o que sabemos sobre:
Austrália, tempestade, crocodilos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.