André Dusek/AE
André Dusek/AE

Cronologia: Mercosul, uma integração pela metade 

Bloco sul-americano, fundado em 1991 por Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai, completa 30 anos

Redação, O Estado de S.Paulo

26 de março de 2021 | 21h35

O Mercosul, fundado em 1991 por Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai, completa 30 anos nesta sexta-feira, 26 de março, fragilizado por divergências entre seus parceiros. Nascido em Assunção para criar um mercado comum que dinamizasse o comércio e desse força aos sócios para negociar em bloco, o Mercosul não conseguiu acordos importantes com grandes centros consumidores mundiais. Saiba mais sobre as principais datas da história do bloco: 

1979 / Acordo Tripartite 

Brasil, Argentina e Paraguai põem fim à maior crise regional do pós-guerra. Assinatura do pacto marca início da cooperação entre brasileiros e argentinos, regulariza a exploração dos recursos hídricos do Rio Paraná e o funcionamento das usinas de Itaipu e Yacyretá.

1985 / Ata de Iguaçu

Tratado assinado pelos presidentes Raúl Alfonsín, da Argentina, e José Sarney, do Brasil, lança a ideia da integração econômica e política da região.

1991 / Tratado de Assunção 

Fernando Collor (Brasil), Carlos Menem (Argentina), Andrés Rodríguez (Paraguai) e Lacalle Herrera (Uruguai) criam o Mercosul. Os objetivos do bloco são promover a abertura econômica, intensificar o comércio com o mundo, atrair investimentos estrangeiros e promover inserção competitiva dos quatro países na economia globalizada.

1994 / Protocolo de Ouro Preto 

Cria a estrutura institucional: um órgão político (Conselho do Mercado Comum), um Legislativo (Parlamento do Mercosul) e órgãos técnicos (Comissão de Comércio).

1998 / Protocolo de Ushuaia

Tenta resolver crise criada após uma tentativa de golpe do general Lino Oviedo contra o presidente paraguaio, Juan Carlos Wasmosy. O Protocolo de Ushuaia introduz a cláusula democrática, ausente do Tratado de Assunção.

2000-2003 / Crise na Argentina

O Mercosul enfrenta um longo período de crise em razão dos problemas políticos e econômicos da Argentina. Com as mãos atadas em razão dos anos de dolarização, o governo argentino decreta uma série de medidas protecionistas nos setores têxteis, de calçados, automóveis e linha branca, o que provoca atritos com o Brasil. A situação só começa a se estabilizar com a chegada de Néstor Kirchner  à Casa Rosada.

2002 / Protocolo de Olivos

Cria o Tribunal Permanente de Revisão, segunda instância da resolução de controvérsias. No entanto, o órgão, que começou a funcionar em 2004, nunca cumpriu seu papel, já que os países-membros muitas vezes preferiam resolver suas divergência na Organização Mundial do Comércio (OMC), que sempre teve mais prestígio. 

2007 / Tratado com Israel

Uma das maiores críticas ao bloco sempre foi sua incapacidade de produzir acordos comerciais abrangentes. Mas, após dois anos de negociação com Israel, o Mercosul assinou seu primeiro tratado de livre-comércio.

2019 / Tratado com UE

Negociado desde 1999, tratado de livre-comércio com a União Europeia é finalmente assinado – mas não sai do papel. Acordo esbarra na resistência de governos, Parlamentos e ativistas europeus insatisfeitos com a política ambiental de Jair Bolsonaro.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.