Cruz Vermelha compara força de tufão na China com Katrina

A Federação Internacional da Cruz Vermelha assegurou nesta sexta-feira que a força do Samoai, que atinge o litoralsul da China, teve a mesma magnitude que o Katrina, que castigou Nova Orleans no ano passado, e afirmou que o fenômeno deixou a área rural do país em uma situação "muito delicada". O Saomai foi rebaixado à categoria de tempestade tropical, mas não sem antes ter provocado a morte de pelo menos 104 pessoas no sudeste chinês."Mais de 1,5 milhão de pessoas foram retiradas antes datempestade, que se reduziu a um tufão de categoria quatro assim que tocou a terra, o que equivale à mesma força do Katrina quando atingiu o litoral do golfo americano no ano passado", afirmou em entrevista coletiva a porta-voz do organismo, Antonella Notari.O Saomai, o pior tufão dos últimos 50 anos no país, chegou na tarde de quinta-feira ao litoral da província de Zhejiang, no leste, e afetou também a província de Fujian, causando a morte de pelo menos 104 pessoas, deixando outras 149 desaparecidas e destruindo 54 mil casas e 122 mil hectares de cultivo.Os danos nos sistemas de comunicação e energia não permitemcalcular de forma "precisa" seu alcance, mas, segundo a organização, "a inundação chega em um mês de seca em várias áreas do sudeste chinês e a combinação dos dois está deixando a área rural chinesa em uma situação muito delicada".A Federação Internacional da Cruz Vermelha, que iniciou adistribuição de cobertores, remédio e outro material básico,recebeu até agora cerca de US$ 2,5 milhões para possibilitar a reconstrução do país. Apesar de ter perdido força, o Saomai deverá causar chuvas torrenciais durante o fim de semana, afetando provavelmente as províncias de Zhejiang, Fujian, Jiangxi e Anhui, avaliam meteorologistas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.