Cruz Vermelha entrega aos EUA relatório sobre Guantánamo

A Cruz Vermelha Internacional informou ter entregue a autoridades americanas um relatório sobre o tratamento dispensado aos prisioneiros mantidos em uma base naval dos Estados Unidos na ilha cubana de Guantánamo, mas recusou-se a revelar se são citados abusos similares aos descobertos no Iraque. "Nós entregamos um relatório sobre as condições de detenção na Baía de Guantánamo às autoridades americanas no início de maio", declarou Antonella Notari, porta-voz do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV). O documento, elaborado com base em visitas de delegados do CICV a Guantánamo em fevereiro e março, foi entregue ao Pentágono, ao Departamento de Estado e ao Conselho de Segurança Nacional dos EUA, acrescentou. Notari recusou-se a comentar o teor do relatório. "Esses documentos são estritamente confidenciais, limitados às autoridades." De acordo com ela, a entrega dos documentos faz parte do procedimento padrão do CICV. "Não há nada extraordinário no fato de termos repassado os documentos. Nós sempre elaboramos documentos sobre essas visitas."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.