AFP
AFP

Cruz Vermelha lança apelo de emergência para Haiti após passagem de furacão Matthew

Entidade pediu a doação de US$ 6,92 milhões para providenciar ajuda médica, abrigos, água e saneamento durante o próximo ano para ao menos 50 mil pessoas afetadas pelo fenômeno no país mais pobre do continente

O Estado de S. Paulo

07 Outubro 2016 | 10h26

ZURIQUE - A Cruz Vermelha lançou um apelo de emergência para obter ajuda imediata para 50 mil haitianos após a passagem do mais forte furacão a atingir o Caribe desde 2007. A Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho (IFRC) busca US$ 6,92 milhões para ajudar a providenciar ajuda médica, abrigos, água e saneamento durante o próximo ano para pessoas afetadas pelo furacão Matthew no Haiti.

"Estamos extremamente preocupados com a segurança, saúde e bem-estar das mulheres, homens e crianças que foram impactados, principalmente em cidades remotas e vilarejos", disse a chefe da divisão da América Latina da IFRC, Ines Brill, em comunicado divulgado na noite de quinta-feira, 6.

De acordo com o último balanço de mortes divulgado pelas autoridades haitianas, as tempestades causadas pela passagem do furacão mataram ao menos 478 pessoas no Haiti e desabrigaram milhares à medida que centenas de casas foram destruídas e muitas vizinhanças no país ficaram alagadas.

A Cruz Vermelha estimou que mais de um milhão de pessoas no Haiti foram afetadas e centenas de milhares precisam de assistência humanitária. 

"Nossas equipes em Jérémie, no sul do Haiti, relatam que a cidade foi quase inteiramente destruída", afirmou Brill ao se referir à uma das capitais regionais da península. "O fornecimento de água e de energia elétrica foram costados e os serviços médicos não estão mais funcionando. A comunicação também é bastante limitada."

A Cruz Vermelha afirmou que suas equipes que atendem Jamaica, República Dominicana, Cuba, Bahamas e os EUA estão todas mobilizadas enquanto o furacão continua com sua trajetória ao norte.

Veja abaixo: Furacão Matthew deixa rastro de destruição no Haiti

Apoio. O governo da Venezuela enviou na quarta e quinta-feira 40 toneladas de alimentos, remédios e insumos básicos para o Haiti para ajudar o país nos primeiros momentos após a passagem do furacão Matthew.

"Ontem (quarta) e hoje (quinta) enviamos dois voos com 20 toneladas cada de ajuda", explicou o vice-ministro de Gestão de Risco e Proteção Civil, William Martínez, segundo uma nota divulgada pelo ministério de Interior e Justiça do país. 

Martínez afirmou ainda que novos carregamentos com ajuda devem ser enviados nos próximos dias. / REUTERS e AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.