Cruz Vermelha se fortalece para conflito na Líbia

O Comitê Internacional da Cruz Vermelha disse que a guerra na Líbia pode se arrastar até o fim do ano e que a entidade vai precisar de outros 47 milhões de francos suíços (US$ 53 milhões) se isso acontecer.

AE, Agência Estado

23 de maio de 2011 | 17h24

O vice-presidente de operações para a África Ocidental e o Norte da África, Georgios Georgantas, afirmou hoje que o dinheiro impulsionaria o orçamento atual de 77 milhões de francos da Cruz Vermelha para amenizar os problemas gerados pelo conflito desde que a revolta começou no país em 15 de fevereiro.

Georgantas disse que a Cruz Vermelha calcula que 850 mil pessoas vão precisar da sua ajuda na Líbia até o final de 2011. A entidade tem 95 funcionários no país para cumprir a missão de ajudar pessoas atingidas pela violência. Ele disse que "o conflito pode durar até o final do ano", mas a crise humanitária está aumentando e "temos que nos preparar para o pior". As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Cruz VermelhaLíbiaconflito

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.