Cruz Vermelha vê Síria em situação de guerra civil total

O Comitê Internacional da Cruz Vermelha afirmou que agora considera o conflito na Síria como uma guerra civil total, o que significa que leis humanitárias internacionais se aplicam em todo o país. Também conhecida como regras da guerra, a legislação humanitária internacional dá às partes envolvidas em um conflito o direito de usar forças adequadas para atingir seus objetivos.

AE, Agência Estado

15 de julho de 2012 | 10h58

A avaliação do grupo com sede em Genebra, na Suíça, é uma referência importante para as partes determinarem quanto e qual tipo de força podem usar. Além disso, a avaliação pode formar as bases para processos por crime de guerra, especialmente se os civis forem atacados ou inimigos detidos forem abusados ou mortos.

Anteriormente, o comitê da Cruz Vermelha restringia sua avaliação do escopo do conflito a pontos focais em Idlib, Homs e Hama, mas Hicham Hassan, porta-voz do comitê, disse que a violência se espalhou além dessas áreas.

"As hostilidades se espalharam para outras regiões do país", afirmou Hassan. "A legislação humanitária internacional se aplica a todas as áreas em que as hostilidades estão ocorrendo", acrescentou. As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.