CS da ONU pede que Annan ajude Burundi

O Conselho de Seegurança (CS) daOrganização das Nações Unidas (ONU) pediu ao secretário-geralKofi Annan que analise algum modo de possibilitar a participaçãoda entidade à concretização de um acordo de paz em Burundi. Em declaração divulgada hoje, o CS citou uma declaração feitaem 4 de dezembro pelo vice-presidente do país africano, JacobZuma. Ele disse ao conselho que o processo de paz em Burundihavia entrado em um "estágio irreversível". Zuma, que desempenhou um importante papel no encerramento daguerra civil em seu país, disse que a paz já foi levada a 95% doterritório de Burundi e pediu ao CS que envie mantenedores depaz da ONU para que assumam o comando de um exército de 2.650homens. Zuma comentou ainda que o poder presidencial foi transferidoda minoria tutsi para a maioria hutu. Atualmente, apenas umgrupo rebelde - as Forças de Libertação Nacional - está fora doacordo de paz assinado em Arusha no mês passado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.