Cuba acompanha violência no Egito 'com preocupação'

Um comunicado do governo comunista cubano foi lido na televisão estatal neste sábado informando que Cuba estava acompanhando a violência no país africano "com preocupação".

Agência Estado

17 Agosto 2013 | 21h05

Segundo o documento, o governo cubano sempre condenou a matança de inocentes e está confiante que o povo egípcio pode encontrar uma solução para a violência, exercendo o seu legítimo direito de autodeterminação, sem sofrer qualquer interferência externa. As informações são da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
CubaEgitoviolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.