Cuba anuncia mais de US$ 2 bilhões para investir em transporte

O Ministério anunciou mais de US$ 150 milhões para o transporte ferroviário de passageiros

EFE,

15 de dezembro de 2007 | 03h57

O Governo cubano anunciou nesta sexta-feira, 14, que assinou contratos no valor de mais de US$ 2 bilhões no setor do transporte, num período de cinco anos, com investimentos no setor automotivo e ferroviário em veículos de passageiros e de carga. Durante um discurso no programa da televisão cubana "Mesa Redonda", o ministro de Transportes, Jorge Luis Sierra, disse que se trata de "um investimento significativo". "Se somarmos todos os investimentos, serão mais de US$ 2 bilhões", disse Sierra. Ele explicou que os investimentos cobrem um período de três anos. O Governo cubano começou o programa de investimentos há dois anos, com a aquisição de veículos para reaquecer o transporte, um dos principais problemas do país e um dos setores mais afetados pela queda do bloco socialista. O Ministério anunciou mais de US$ 150 milhões para o transporte ferroviário de passageiros. O Governo vai comprar 200 novos vagões e 19 locomotivas, que devem começar a chegar ao país no segundo semestre de 2008. Além disso, haverá US$ 400 milhões para adquirir 6 mil ônibus, que já começaram a chegar ao país e a trabalhar no transporte de passageiros nas cidades e entre as províncias. Segundo o ministro, "a descapitalização sofrida durante os últimos 15 anos não poderá ser recuperada a curto prazo". Ele criticou "atitudes negativas, atitudes incorretas, indisciplinas e maus-tratos à população", além de "indisciplina social" e "atos de vandalismo". Cuba vem importando desde o ano passado locomotivas e ônibus de fabricação chinesa, assim como veículos para transporte ferroviário fabricados em diferentes países, para resolver os problemas do setor.

Tudo o que sabemos sobre:
TRANSPORTECUBAINVESTIMENTO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.