Cuba aprova o socialismo "irrevogável"

A Assembléia Nacional de Cuba aprovou por unanimidade nesta quarta-feira uma mudança na Constituição que consagra o regime socialista como irrevogável. ?O socialismo é um sistema político e revolucionário...é irrevogável e Cuba jamais voltará ao capitalismo?, diz o texto aprovado que de agora em diante estará na Carta Magna cubana, de 1976.Ainda foi incluído um parágrafo ao artigo que permite a Assembléia modificar a constituição, para impedir que reformas possam modificar o sistema político, social e econômico do país. As mudanças foram aprovadas depois de três dias de discussões na Assembléia, com aproximadamente 600 membros, nenhum de oposição ao governo de Fidel Castro.Ao final da sessão, Fidel Castro discurso por três horas sobre a consolidação legal do socialismo. ?O que falta fundamentalmente agora é garantir o futuro e estabelecer as bases ideológicas para que este país não retroceda jamais?, afirmou Castro. ?Não existe mais a possibilidade teórica de uma mudança ao capitalismo já que os adversários não podem impugnar o caráter legal da modificação?.A proposta foi aprovada inicialmente por atos públicos e manifestações que contaram com mais de nove milhões dos 11 milhões de cubanos, e com a assinatura de 99,37% dós eleitores cubanos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.