Alexandre Meneghini/REUTERS
Alexandre Meneghini/REUTERS

Cuba bate recorde de casos diários do novo coronavírus

País registrou 1.162 novas infecções em 24 horas, maior número desde o início da pandemia

Redação, O Estado de S.Paulo

04 de abril de 2021 | 17h21

HAVANA - Cuba registrou neste domingo, 4,  mais 1.162 casos de infecção pelo novo coronavírus, maior número registrado no país desde o início da pandemia da covid-19 em março do ano passado.

Este é o quinto dia consecutivo em que o número de novos casos na ilha caribenha supera a barreira do milhar, de acordo com dados do Ministério de Saúde Pública cubano.

Até este domingo, o recorde de casos diários era da última sexta-feira, 2, quando 1.077 infecções foram registradas.

Desde o princípio da pandemia, Cuba, que tem população de 1,2 milhão de pessoas, contabilizou 79.544 casos de infecção.

A incidência acumulada no território cubano é de 120,2 positivos para cada 100 mil habitantes nas últimas duas semanas, ainda abaixo de 150, número considerado de alto risco por especialistas da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos.

Até o momento, o país registrou 436 mortes, sendo cinco delas ocorridas ao longo deste sábado. Mais de 26 mil pessoas estão internadas em hospitais da ilha. 

A região de Havana segue como líder em casos diários, tendo registrado nas últimas 24 horas 596 novas infecções. Na sequência, aparece Granma, com 123 novos casos.

Na capital cubana, a incidência acumulada é de 339,2 casos para cada 100 mil habitantes. Na cidade, vigora toque de recolher noturno e seguem fechados centros educacionais, restaurantes, bares e praias. / EFE

Tudo o que sabemos sobre:
Cuba [América Central]coronavírus

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.