Cuba deve cooperar com EUA contra o ebola, diz Fidel

Fidel Castro afirmou que Cuba está pronta para cooperar com os Estados Unidos no combate ao ebola. Em comunicado à mídia, o ex-líder cubano, de 88 anos, disse que a cooperação seria um esforço para promover a "paz mundial".

Estadão Conteúdo

18 Outubro 2014 | 13h12

Cuba já enviou 156 médicos e enfermeiras para ajudar no combate ao ebola em Serra Leoa e planeja enviar mais 296 profissionais de saúde para a Libéria e Guiné. Os esforços do país renderam um elogio incomum do secretário de Estado dos EUA, John Kerry.

Autoridades de Cuba afirmam que tentarão organizar o envio de mais assistência a países afetados pelo ebola no oeste da África em uma reunião com aliados e organizações internacionais de saúde, que acontece na segunda-feira. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Cuba Castro ebola

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.