Cuba é condenada pela ONU por ferir direitos humanos

A Comissão de Direitos Humanos das Nações Unidas condenou hoje, por 22 votos a favor, 20 contra e 10 abstenções - incluindo a do Brasil -, o regime cubano. A resolução proposta pela República Checa pede para Havana "respeitar as garantias individuais" dos cidadãos. A comissão condenou também Israel pelo "uso desproporcional de força" nos territórios palestinos.Por pressão da França, foi incluído no texto um artigo conclamando os países membros da comissão a adotarem medidas para melhorar a "situação econômica de Cuba".Antes da votação, Havana acusou os EUA de estarem "assediando" países africanos para conseguir a aprovação da moção. O embaixador cubano Carlos Amat Fores disse que a República Checa estava apenas sendo um instrumento dos EUA. "Não é preciso um teste de DNA para saber-se quem realmente é o pai da criança", afirmou.A China foi bem-sucedida em sua manobra de bloquear a votação de uma resolução semelhante contra ela. Pequim apresentou uma "moção de não-ação" - aprovada por 23 votos a favor e 17 contra - para evitar a votação da proposta de condenação promovida pelos EUA.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.