Cuba liberta primeiro dissidente desde o afastamento de Fidel

Cuba soltou da prisão nesta quarta-feira, sob liberdade condicional devido a problemas de saúde, o dissidente Héctor Palacios. Esta é a primeira libertação de um oponente do governo desde que Raúl Castro assumiu interinamente o poder, com o afastamento do ditador Fidel Castro em julho deste ano.Palacios, um sociólogo de 65 anos e crítico de longa data do governo comunista de Fidel, disse que foi mandado de uma prisão militar para casa sofrendo de problemas no coração. "Estive na cadeia por quase quatro anos, que pareceram dez. Foi extremamente injusto", disse ele a repórteres em Havana.Palacios foi preso em 22 de março de 2003 em uma dura ação contra dissidentes que levou 75 ativistas pró-democracia na prisão. Ele foi condenado a 25 anos por conspirar contra Cuba com o inimigo ideológico do governo castrista, os Estados Unidos.Palacios é o 16º membro do grupo a ser libertado devido ao seu estado de saúde e o primeiro desde que Fidel Castro entregou o poder a seu irmão Raul, após uma cirurgia de emergência em julho. Castro não apareceu em público desde então, alimentando crescentes especulações de que estaria doente demais para governar novamente e próximo da morte."Estou otimista e convencido de que Cuba irá mudar. Não acredito que isso acontecerá imediatamente, mas a mudança virá", disse Palacios.Elizardo Sanchez, veterano ativista dos direitos humanos em Cuba, recebeu com alegria a notícia da libertação de Palacios, mas disse que a repressão aumentou desde que Fidel entregou a liderança de Cuba e do Partido Comunista ao irmão. "Esta é uma boa notícia, mas chegou em um momento de maior intolerância e repressão com dissidentes", disse Sanchez, chefe da Comissão Cubana dos Direitos Humanos."A questão é o que acontecerá com os 300 prisioneiros políticos que ainda estão presos nas cadeias cubanas", afirmou. Quatro dissidentes que estavam detidos sem julgamento desde julho de 2005 foram libertados nas últimas semanas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.