Cuba não acredita que Bush libere viagens turísticas à ilha

Cuba, satisfeita com a aprovação no Senado americano de uma emenda que libera viagens turísticas à ilha, ontem, não está muito otimista com a possibilidade de o presidente Bush ratificar o projeto e transformá-lo em lei. ?É uma prova de que o Congresso está a favor de mudanças na política americana em relação a Cuba, como a maioria da sociedade cubana e a comunidade cubana que vive lá?, disse o chanceler Felipe Pérez Roque. ?Mas o presidente Bush ainda pode vetá-la, ignorando a opinião pública para favorecer uma minoria corrupta de Miami?, disse.O projeto, que já passou pela Câmara, chegou ao Senado dos EUA no meio do mês e saiu vencedor na votação de ontem, por 59 votos a 36. O senador republicano Larry Craig, que com seu colega democrata Byron Dorgan patrocinou o projeto, disse que o Escritório de Controle de Ativos no Exterior (OFAC, na sigla em inglês), uma agência crucial para o combate ao terrorismo, não deve desperdiçar recursos para vigiar turistas americanos.Mas, logo depois da votação, a Casa Branca emitiu um comunicado no qual diz que ?o governo crê que é essencial conservar as sanções e restrições de viagem para não facilitar recursos ao regime brutal de Castro?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.