Cuba nega que Elián retornará aos EUA

Funcionários da representação cubana em Washington desmentiram hoje a informação de que o menino Elián González viajará a Nova York para participar da Sessão Especial da Assembléia da ONU sobre infância. A notícia sobre o possível regresso de Elián aos Estados Unidos, difundida hoje pelo site da revista Time, "não está correta", afirmou secamente um funcionário da Seção para Interesses Cubanos, como é chamada a representação de Havana na capital norte-americana.Entre Estados Unidos e Cuba não há relações diplomáticas desde que Washington impôs um embargo econômico à ilha presidida por Fidel Castro há cerca de 40 anos. Fontes da ONU indicaram que Elián não está na lista de crianças que participarão da sessão especial da ONU. A lista, no entanto, ainda está aberta.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.