"Cuba nunca será uma sociedade de consumo", diz Castro

O presidente cubano, Fidel Castro, disse que seu país nunca vai se tornar uma sociedade de consumo, durante um discurso que concluiu com o grito de "pátria e vida" em lugar do tradicional "pátria ou morte"."Não cairemos jamais no que com razão se chama de sociedade de consumo", disse Castro, prometendo "grandes avanços" no país e garantindo que Cuba está em condições de multiplicar suas capacidades.O presidente cubano voltou a destacar os lucros da "revolução energética", o programa de redução do consumo de eletricidade, introdução de novos sistemas de geração de energia e melhoras na rede de distribuição."Fomos os primeiros ao mundo, sem discussão, a dispor de uma concepção clara e completa do que é preciso fazer com a eletricidade", disse, garantindo que Cuba está em condições de aumentar sua capacidade de geração energética, mas agora a questão "é saber se é necessário".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.