Cuba oficializa mercado privado de barbearias e salões

Reformas que já funcionam em caráter experimental há quase dois anos serão instituídas de forma permanente a partir do próximo mês.

BBC Brasil, BBC

17 de novembro de 2011 | 13h30

O governo de Cuba vai oficializar no próximo mês algumas das reformas de flexibilização da economia da ilha.

Há quase dois anos, barbeiros e cabeleireiras - que passaram anos como funcionários estatais - vêm trabalhando como autônomos. Eles alugam as dependências do Estado, mas podem operar como se estivessem em um mercado privado.

A partir de dezembro, esta experiência será permanente.

A mudança é uma entre várias tentativas de reformar a economia do país, sem alterar o sistema comunista. No entanto, o preço do corte de cabelo pode acabar subindo com a introdução do mercado privado, já que o serviço perderá o subsídio estatal. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.