Cuba permite privatização de barbearias e salões de cabeleireiros

Centenas de estabelecimentos estatais serão alugados a funcionários que deixarão de receber salários do Estado.

Michael Voss, BBC

13 de abril de 2010 | 14h06

O governo de Cuba decidiu permitir que funcionários de barbearias e salões de cabeleireiros do país possam a partir de agora administrar seus próprios negócios.

Todos os barbeiros e cabeleireiros trabalhando em salões com três cadeiras ou menos poderão alugar o espaço e pagar impostos, ao invés de receber um salário mensal.

"É um experimento", disse o cabeleireiro Juan Robin Corso Suarez. "Não posso dizer se é bom ou não. Nunca trabalhei assim, estamos apenas começando".

O setor comercial de Cuba é famoso por conta do serviço ruim e do desvio de dinheiro levantado com serviços ou vendas.

O ex-presidente do país, Fidel Castro, nacionalizou todas as pequenas empresas em 1968.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.