Culpado de espionagem oficial americano

Um oficial da reserva do exército norte-americano foi considerado culpado de entregar documentos militares aos soviéticos ao longo de 25 anos, convertendo-se, assim, em um dos espiões de maior êxito da Guerra Fria.Um corpo de jurados deliberou por apenas duas horas antes de declarar culpado George Trofimoff, de 74 anos, de apenas um crime federal, o de espionagem.A sentença será declarada em 27 de setembro. Ele poderá ser sentenciado à prisão perpétua. Trofimoff, um coronel da reserva que já ocupou o posto de chefe do centro de interrogatórios do exército em Nuremberg (Alemanha), é o oficial de mais alto nível já preso por crimes de espionagem contra os Estados Unidos.Ele foi detido há um ano quando tentava cobrar um dinheiro que acreditava ser proveniente da Rússia. Trofimoff sempre se declarou inocente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.