Culto aos 'deuses' Kim, a fé oficial

Da seda ao satélite, tudo é 'presente' da dinastia

O Estado de S.Paulo

13 de abril de 2012 | 03h01

Os três integrantes da dinastia Kim, que governa a Coreia do Norte desde sua fundação, têm uma sabedoria infinita e são responsáveis pelo funcionamento de virtualmente tudo o que existe no país - seja a criação de patos, o programa espacial, a fabricação de fios de seda ou a fusão nuclear.

Essa é a conclusão que se chega depois de escutar os anfitriões norte-coreanos de vários lugares visitados por jornalistas estrangeiros em eventos organizados pelo governo.

A primeira informação que se recebe é quantas vezes o local foi visitado pela tríade: Kim Il-sung, patriarca da Coreia do Norte, por Kim Jong-il, seu filho, e Kim Jong-un, seu neto, que herdou o poder em dezembro após um dos mais misteriosos processos sucessórios da região.

"O lançamento do satélite será bem-sucedido porque o supremo comandante, camarada Kim Jong-un, está nos guiando passo a passo. Mesmo agora, quando estamos conversando, ele nos dá orientações", afirmou o chefe do centro de controle de satélites, Paek Chang-ho.

Na Universidade Kim Il-sung, jornalistas estrangeiros foram informados que Kim Il-sung visitou o local 107 vezes, Kim Jong-il, 27 vezes e Kim Jong-un, 19. A piscina da universidade foi apresentada como um "presente do grande líder Kim Jong-il".

O nome de uma fábrica de fios de seda é Kim Jong-suk, mulher de Kim Il-sung. O gerente da maior fazenda de criação de patos da Coreia do Norte diz que o local foi construído graças aos esforços de Kim Il-sung. / C.T.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.