Cunhado de ex-líder é indicado a premiê da Tailândia

Parlamentares apontaram o cunhado do ex-primeiro-ministro Thaksin Shinawatra como novo mandatário da Tailândia. O voto da Casa hoje causou descontentamento em parte da população, que quer acabar com o legado político do ex-líder. Somchai Wongsawat, um burocrata de 61 anos casado com a irmã de Thaksin, pediu a união nacional em entrevista coletiva pouco após ser nomeado. Somchai não quis comentar uma pergunta sobre Thaksin, destituído em um golpe militar em 2006 e exilado em Londres. Também hoje, uma corte tailandesa emitiu um terceiro pedido de prisão de Thaksin. O motivo foi que o ex-primeiro-ministro não compareceu a uma audiência em um caso que responde por corrupção.A nomeação de Somchai precisa ainda ser aprovada pelo rei tailandês. Houve protestos nas ruas, dos mesmos manifestantes que ocuparam durante mais de três semanas parte da residência do primeiro-ministro, pedindo a renúncia do então líder Samak Sundaravej, também acusado de envolvimento com Thaksin. Samak foi afastado pela Corte Constitucional por apresentar um programa culinário enquanto estava no cargo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.