Cúpula climática da ONU entra em semana decisiva

A conferência das Nações Unidas para mudanças climáticas, que ocorre em Lima, no Peru, chegará na segunda-feira a sua semana final. A busca de bases firmes para um novo acordo climático a ser assinado em 2015 em Paris conta com o otimismo da delegação brasileira.

Estadão Conteúdo

06 de dezembro de 2014 | 20h05

"Fizemos uma avaliação preliminar e, ao concluir a primeira semana, estamos bastante otimistas com o que foi visto em Lima", disse o chefe da delegação brasileira, Antônio Marcondes.

As discussões da chamada Conferência das Partes, que se realiza anualmente com o apoio da ONU, estão vivendo sua vigésima edição. Na primeira semana, a conferência foi mais aberta a organizações não-governamentais e grupos indígenas. Todos tiveram em comum pedidos para que se costurem as bases de um novo acordo climático, o que evitaria a frustração de 2009 em Copenhague, quando o dia final dos debates foi marcado por acusações recíprocas entre as delegações.

Já a próxima semana será de maior peso político. A partir de segunda-feira, 9, estarão presentes presidentes e chefes de estado de vários países. Entre os representantes latino-americanos, já está confirmada a presença dos presidentes de Bolívia, Chile, México e Colômbia, além do presidente peruano.

O objetivo da reunião no Peru é trabalhar mecanismos que possam dar ao mundo a esperança de que o aquecimento global não ultrapasse os dois graus até 2050 na comparação com a temperatura do século 18. "O Brasil veio com grandes expectativas", comentou Marcondes. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
ONUclimaPeru

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.