EFE/Mario Guzmán
EFE/Mario Guzmán

Cúpula do departamento de Estado deixa o cargo nos EUA

Ainda não está claro por que funcionários de carreira saíram da chancelaria

O Estado de S.Paulo

26 Janeiro 2017 | 16h31

WASHINGTON  - A cúpula administrativa do Departamento de Estado deixou o cargo na quarta-feira, 25, informou o Washington Post. Ainda não está claro o motivo da saída de ocupantes de postos-chave da chancelaria. 

O principal diplomata de carreira no departamento, Patrick Kennedy, decidiu abruptamente e entregar o cargo. Juntaram-se a ele a secretária-assistente de Administração, Joyce Anne Barr e a de Assuntos Consulares, Michele Bond, além do diretor de missões estrangeiras Gentry O. Smith. Outros dois diplomatas de carreira da cúpula do departamento abandonaram os cargos no dia da posse de Trump.

 

"É a maior saída simultânea que eu me recordo e será difícil substituir essas pessoas", disse o ex-chefe de gabinete de John Kerry David Wade. "A experiência em segurança, administração e o dia a dia burocrático será difícil de substituir."

Em sedes regionais do Departamento de Estado, diversos funcionários fizeram o mesmo, mas o impacto não é tão significativo para o funcionamento do órgão quanto as saídas da cúpula. "É difícil substituir essas pessoas", disse Wade. / WASHINGTON POST

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.