Cúpula Ibero-Americana pede a volta de Zelaya

A Cúpula Ibero-Americana condenou hoje o golpe de Estado em Honduras e pediu a restituição do presidente deposto Manuel Zelaya ao cargo. Os presidentes e chefes de governo que compareceram ao encontro "consideram que a restituição do presidente José Manuel Zelaya ao cargo para o qual foi democraticamente eleito, até completar seu período constitucional, é um passo fundamental para o retorno à normalidade constitucional", afirmou a declaração.

AE-AP, Agencia Estado

01 de dezembro de 2009 | 13h13

O Congresso hondurenho tem prevista para amanhã uma reunião na qual decidirá se restitui o presidente deposto ou não. Segundo diversas fontes, as possibilidades de que ele seja de fato reconduzido ao poder, porém, parecem mínimas. Além disso, Zelaya vem dizendo que não aceitaria retornar nessas condições porque os termos do Acordo San José-Tegucigalpa, firmado com o governo de facto, já não foram cumpridos. "Não posso apoiar essa mentira", disse Zelaya.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.