Cúpula islâmica concorda em suspender Assad

A Organização da Cooperação Islâmica (OIC) concordou ontem,em reunião em Jeddah, na Arábia Saudita, em suspender a Síria da entidade. A decisão da OIC, formada por 56 países muçulmanos e pela Autoridade Palestina, tem o objetivo de isolar ainda mais diplomaticamente o regime de Bashar Assad.

O Estado de S.Paulo

14 de agosto de 2012 | 03h02

A medida, segundo analistas, é largamente simbólica, uma vez que a ditadura secular de Assad reserva pouca atenção para o islamismo. "Ao suspender o país-membro, não significa que estamos mais próximos de resolver o problema, significa que estamos anulando o problema", criticou o chanceler iraniano Ali Akar Saleh, maior fiador de Damasco no Oriente Médio. "O que nós queremos é resolver essa crise."

A suspensão deve ser aprovada na cúpula de dois dias que começa hoje. / REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.