Curdos do norte do Iraque fazem acordo "histórico"

Os líderes das duas facções curdas que controlam o norte do Iraque assinaram um acordo "histórico" para tentar resolver suas diferenças e reativar as funções de seu Parlamento unificado. O anúncio foi feito neste domingo em Erbil por Massud Barzani, líder do Partido Democrático do Curdistão (PDK), e Jalal Talabani, chefe da União Patriótica do Curdistão (UPK). Ambos disseram ter assinado "um acordo histórico" ao final de uma reunião de dois dias em Salaheddin, "para pôr fim a todas as controvérsias e resolver os problemas em suspenso desde o acordo de paz" firmado em Washington em setembro de 1998. Entre outras questões, ambos concordaram em "fixar uma data para a reativação do Parlamento unificado". O Parlamento, segundo um porta-vpz do PDK em Londres, Dilshad Miran, deverá ser convocado para 4 de outubro em Erbil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.