Curdos entram em conflito com polícia na Turquia

Manifestantes curdos e a polícia turca entraram em confronto hoje no sudeste da Turquia durante protestos em lembrança ao aniversário de 10 anos da captura do líder rebelde curdo Abdullah Ocalan, segundo informou a televisão estatal do país.A polícia atirou bombas de gás lacrimogêneo para tentar dispersar os protestos. As manifestações começaram em Istambul e se espalharam no sudeste da Turquia, incluindo Diyarbakir, maior cidade da região, onde um grupo de 1.500 pessoas desafiaram os alertas da polícia para dispersar, de acordo com a CNN turca. Pelo menos 300 pessoas, incluindo dois policiais, ficaram feridas nos protestos de hoje.Ocalan, líder do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK, por suas iniciais em curdo), foi capturado no Quênia em 1999 e levado para a Turquia, onde foi condenado à morte por traição. Sua sentença foi depois abrandada para prisão perpétua. Ele está isolado em uma prisão em uma ilha.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.