Curdos oferecem à Casa Branca apoio para ataque contra Iraque

A oposição curda ao governo de Saddam Hussein ofereceu pela primeira vez publicamente aos EUA os territórios do norte do Iraque para uma eventual base militar em caso de ataque a esse país. Foi o que revelou à rede televisão americana CNN o dirigente da União Patriótica Curda, Jalal Talabani, um dos protagonistas das reuniões realizadas dias entre a oposição a Bagdá e a cúpula do governo de George W. Bush. "As Forças Armadas americanas seriam bem-vindas em nosso território", disse Talabani, acrescentando que essa disponibilidade foi oferecida ao vice-presidente Dick Cheney e ao secretário de Defesa dos EUA, Donald Rumsfeld. "Sabemos que, atuando dessa forma, estamos correndo o risco de um ataque, em represália, por parte de Saddam Hussein, que poderia usar armas químicas ou biológicas. Se o regime se sentir em dificuldades, está pronto para um gesto desse tipo", acrescentou. O líder da oposição curda destacou que pediu aos EUA proteção para seu povo em troca da hospitalidade para os militares. "Falamos sobre isso no encontro com Cheney e ele respondeu: ´Nós o faremos´", concluiu Talabani.

Agencia Estado,

13 Agosto 2002 | 15h43

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.