Curdos reafirmam que enfrentarão soldados turcos

Forças curdas iraquianas entrarão em choque com soldados da Turquia que se aproveitarem da invasão americana para ocupar o território reivindicado pelos curdos, disse nesta terça-feira o comandante Feridoun Janrowey.Janrowey, um dos principais estrategistas militares entre os curdos, fez a advertência no momento em que a Turquia se apressa para reconsiderar um pedido norte-americano de permissão para que suas tropas entrem pela Turquia no enclave curdo protegido pelo Ocidente, no norte do Iraque.O Parlamento turco, que rejeitou o pedido do Pentágono no início do mês, poderia reiniciar o debate sobre a questão em meio aos preparativos finais das forças lideradas pelos Estados Unidos para atacar o Iraque pelo sul.Janrowey alertou que os milicianos curdos "não receberão bem" as forças turcas que não estiverem diretamente sob comando dos EUA como parte da aliança contra o presidente iraquiano, Saddam Hussein."Não há meios de permitirmos a entrada de forças turcas independentes. Se necessário, nós as desafiaremos", disse Janrowey, cuja unidade cobre a região de Kirkuk, rica em petróleo e que provoca atritos entre a Turquia e os curdos iraquianos.Os curdos consideram Kirkuk - ainda sob controle de Bagdá - parte integral de seu território. A Turquia também alega ter laços históricos com a região.A Turquia teme que uma região curda iraquiana fortalecida - principalmente com a riqueza e a energia que poderiam ser geradas nos campos de petróleo de Kirkuk e Mosul - venha a inflamar a minoria curda turca e rebeldes que travaram uma luta de 15 anos pela independência, com saldo de pelo menos 37.000 mortos.Os curdos, por sua vez, temem que a presença militar turca desencadeie incursões similares de Irã e Síria pela fronteira. Os dois países também possuem populações curdas."Somos contra a presença do Exército de qualquer país vizinho em nosso território", disse Janrowey.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.