Custo da guerra na Colômbia é de quase 6% do PIB

Os custos associados ao conflito armado na Colômbia cresceram este ano para 5,8% do Produto Interno Bruto (PIB), em meio à intensificação da violência e uma delicada situação econômica. Ao revisar os últimos dados, a ministra da Defesa colombiana, Martha Lucía Ramírez, afirmou que os custo da guerra subiram em comparação com os 3% do PIB registrados em 1997. Um ponto porcentual do PIB colombiano equivale atualmente a cerca de US$ 800 milhões.Os prejuízos foram calculados levando-se em conta os custo e a perda de vidas humanas; a atenção à população deslocada; perdas em investimentos estrangeiros; perdas industriais, sequestros e extorsões; prejuízos causados em oleodutos e na agropecuária; recuperação da infra-estrutura elétrica, rodoviária e ferroviária; e custos com programas de segurança em rodovias.A ministra, que apresentou as cifras ontem à tarde durante o encontro anual da Associação nacional de Instituições Financeiras, também chamou a atenção para o escasso gasto militar na Colômbia, apesar da intensidade do conflito de quase quatro décadas, que deixa cerca de 3.500 mortos ao ano. Segundo ela, enquanto o gasto local com a defesa é de 1,9% do PIB - sem a polícia e sem a ajuda militar americana -, países em conflito como Israel e Paquistão têm gastos da ordem de 8,7% e 4 2%, respectivamente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.