Custo de vazamento pode 'aniquilar' BP, alerta Medvedev

O presidente da Rússia, Dmitry Medvedev, alertou para a possibilidade de o derramamento de petróleo iniciado em abril no Golfo do México eventualmente levar à fragmentação ou à "aniquilação" da British Petroleum (BP). A empresa terá de suportar bilhões de dólares em perdas pelo pior desastre ambiental da história dos Estados Unidos.

AE, Agência Estado

17 de junho de 2010 | 19h13

Ele não chegou a falar sobre uma eventual reavaliação, por Moscou, da lucrativa parceira entre a BP e a Rússia, mas antecipou que o vazamento de óleo levará a uma reavaliação fundamental da exploração de petróleo em todo o mundo. "Trata-se de um alerta sobre o perigo", prosseguiu Medvedev.

O líder russo afirmou ainda que seu governo não está indiferente ao futuro da petrolífera britânica, responsável por quase um quarto de toda a produção russa de petróleo, e manifestou a esperança de que a companhia seja capaz de absorver as perdas. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.