Dados definitivos mostram Espanha em recessão no primeiro trimestre

Economia do país teve dois trimestres consecutivos de contração, segundo números definitivos do Instituto Nacional de Estatística (INE)

EFE,

17 Maio 2012 | 06h04

SÃO PAULO - A economia espanhola entrou em recessão após cair 0,3% entre janeiro e março e somar dois trimestres consecutivos de contração, segundo os números definitivos publicados nesta quinta-feira, 17, pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

 

A contração de 2,6% do investimento e de 0,9% das exportações, unida à estagnação do consumo e aos cortes nos gastos públicos, provocou o encolhimento da economia no período, explicou a fonte.

 

Em 30 de abril o INE já adiantara que a economia espanhola havia entrado em recessão, dado confirmado hoje.

 

Além disso, o instituto de estatística indicou que, na comparação com os três primeiros meses de 2011, a queda no primeiro trimestre deste ano foi de 0,4%, fruto de uma maior contração da demanda interna e de uma menor contribuição do setor exterior.

 

A perda de empregos se acentuou ao cair 3,8% a um ritmo anualizado, o que representa uma redução líquida de 655 mil postos de trabalho.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.