Clodagh Kilcoyne/Reuters
Clodagh Kilcoyne/Reuters

Dalai Lama é internado em Nova Délhi com infecção respiratória

Fonte próxima ao líder espiritual tibetano afirmou que ele apresentou 'melhora' e que deve receber alta nos próximos dias

EFE, O Estado de S.Paulo

10 de abril de 2019 | 03h02

NOVA DÉLHI - O Dalai Lama, de 83 anos, foi internado em um hospital de Nova Délhi, na Índia, com uma infecção respiratória. Uma fonte próxima ao líder espiritual tibetano informou nesta quarta-feira, 10, à Reuters que seu estado clínico já apresenta "melhora".

O Dalai Lama "começou a sentir algum desconforto nessa terça-feira e é por isso que foi levado a um check-up médico.  Durante o procedimento foi decidido que ele seria hospitalizado", afirmou o porta-voz do líder, Tenzin Taklha.

De acordo com a fonte, os médicos "diagnosticaram uma infecção no pulmão e agora está sob tratamento médico". No entanto, a mesma fonte também observou que "o Dalai Lama está muito melhor e pode ser liberado em dois dias".

O líder religioso foi transferido nessa terça-feira de sua residência na cidade de Dharamsala, no norte da Índia, para um hospital na capital do país. Lhamo Dondrub, nome original do 14º Dalai Lama, completou no mês passado, 60 anos de exílio na Índia. Ele fugiu para o país asiático em 1959 após a dura repressão chinesa contra a revolta popular em Lassa, capital do Tibete.

O Dalai Lama se viu forçado a abandonar o país com milhares de compatriotas e buscar refúgio no norte da Índia. Desde então, continuou a luta pela liberdade de seu povo, embora sempre "sistematicamente se opondo à violência", razão pela qual recebeu o Prêmio Nobel da Paz em 1989.

Mais conteúdo sobre:
Dalai Lama

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.